APAGÕES

 

Partilhe esta página



 

New york

A 1 de Agosto de 1972 ,depois da festa ocultista de Pachamama, sabbath de bruxas, Philiph Von Rothschild anunciou perante o Concelho dos 13 , no casino Building
de San Antonio , a planificação da História para 1980 . «Quando virem apagar-se as luzes de Nova York, sabereis que o nosso objectivo foi cumprido ! »

Os Illuminatis sempre deram muita importância a datas específicas e à numerologia, os apagões sempre foram escolhidos em datas rituais, com a “desculpa” de homenagear o dia da Terra ou do ambiente.

A 13 de Julho de 1977 fizeram um grande apagão em Nova York, durante a noite ocorreram vários distúrbios, saques, assaltos, violações, etc.

A 15 de Agosto de 2003 outro apagão em Nova York, novamente de noite ás escuras, centenas de ladrões e desordeiros aproveitaram para espalhar o caos, dando muito trabalho às autoridades ( cerca de 40.000 agentes a tentar controlar o caos ), o caos espalhou-se ainda a outras cidades americanas e também no Canadá.

Apagão em 2003, a zona de Nova York quase apagada.

Os apagões podem ser vistos do céu , através de satélites por exemplo. Acredita-se que os illuminatis programem esses apagões para enviar uma mensagem ao "céu", aos extraterrestres que nos observam lá de fora. Antigamente vários povos deixavam sinais aos "deuses", talvez as linhas-de-Nazca sejam um exemplo disso.

Estes apagões são sempre em datas simbólicas, dias 13, ou 11, ou datas que coincidem com solstício, equinócios, eclipses.

 

«A Hora do Planeta »

A Hora do planeta é um evento organizado pela World Wide Fund for Nature (WWF) , que se celebra no último sábado de Março de cada ano, consiste num apagão voluntário , à escala global. Porém também convidam empresas, instituições, a fazer apagões durante 1 hora. Para tomarmos consciência dos problemas ambientais que afectam o planeta.

Se realmente se preocupassem muito, deveriam fazer algo para impedir milhares de fábricas de poluir os céus ou de vazar esgotos nos rios. Isso sim mudaria algo, não é um “apagão” de uma hora que muda as coisas.

      

 

 

 

 

***