Illuminati

Partilhe esta página





Planos dos Illuminati :

 

 


Dr. Lawrence Dunegan a respeito de uma palestra que ele assistiu a 20 de março de 1969, numa reunião em Pittsburgh, da Sociedade de Pediatria. 
O palestrante desse grupo de pediatras (identificado na gravação em 1991) foi o Dr. Richard Day (que morreu em 1989). Na época, Dr. Day foi professor de pediatria no Mount Sinai Medical School, em Nova York. Anteriormente, ele havia servido como Director Médico da Planned Parenthood Federation of America.Dr. Dunegan era ex-aluno do Dr. Day da Universidade de Pittsburgh e estava bem familiarizado com ele. Ele descreve o Dr. Day como um “insider” da "Ordem"  .

HÁ UM PODER, UMA FORÇA OU GRUPO DE HOMENS ORGANIZADANDO E DIRECCIONANDO AS MUDANÇAS?

TUDO ESTÁ NO SEU DEVIDO LUGAR E AGORA NINGUÉM PODE DETER-NOS. AS PESSOAS TERÃO QUE ACOSTUMAR-SE COM AS MUDANÇAS.
O REAL E AS METAS ESTABELECIDAS .
CONTROLE DA POPULAÇÃO .
PERMISSÃO PARA TER FILHOS .
REDIRECCIONAR O PROPÓSITO DO SEXO .
CONTRACEPTIVOS UNIVERSALMENTE DISPONÍVEIS PARA TODOS .
EDUCAÇÃO SEXUAL COMO FERRAMENTA DO GOVERNO MUNDIAL .
DIMINUIR A IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA .
EUTANÁSIA E A "PÍLULA DA MORTE" .
LIMITAÇÃO DO ACESSO À MEDICINA .
PLANEAMENTO DO CONTROLE SOBRE A MEDICINA .
ELIMINAÇÃO DE MÉDICOS PARTICULARES .
NOVAS DOENÇAS DIFÍCEIS DE DIAGNOSTICAR E TRATAR .
SUPRESSÃO DA CURA DO CANCRO COMO UM MEIO DE CONTROLE POPULACIONAL .
INDUZIR ATAQUES CARDÍACOS COMO FORMA DE ASSASSINATO .
EDUCAÇÃO COMO FERRAMENTA PARA ACELERAR O INÍCIO DA PUBERDADE E DA EVOLUÇÃO .
MISTURAR TODAS AS RELIGIÕES, AS VELHAS RELIGIÕES TERÃO QUE DESAPARECER .
REESTRUTURAÇÃO DA EDUCAÇÃO COMO FERRAMENTA DE DOUTRINAÇÃO.
MAIS TEMPO NA ESCOLA, MAS NÃO IRÃO APRENDER NADA IMPORTANTE.
CONTROLE DE QUEM TEM ACESSO À INFORMAÇÃO .
MUDAR AS LEIS .
INCENTIVO AO ABUSO DE DROGAS PARA CRIAR UMA ATMOSFERA SELVAGEM .
INCENTIVAR ABUSO DE ÁLCOOL .
RESTRIÇÕES ÀS VIAGENS .
NECESSIDADE DE MAIS PRISÕES, E USAR HOSPITAIS COMO PRISÕES .
AUSÊNCIA DE SEGURANÇA .
CRIME USADO PARA GERENCIAR A SOCIEDADE .
SEXO E VIOLÊNCIA INCUTIDOS ATRAVÉS DO ENTRETENIMENTO .
RESTRIÇÕES DE VIAGEM E IMPLANTES DE IDENTIFICAÇÃO .
CONTROLE DE ALIMENTOS .
CONTROLE DO CLIMA .
SABER COMO AS PESSOAS REAGEM , FAZENDO COM QUE FAÇAM O QUE VOCÊ QUER .
FALSIFICAR INVESTIGAÇÕES CIENTÍFICAS .
CONTROLE FINANCEIRO .
VIGILÂNCIA, IMPLANTES, E TELEVISÕES QUE O VIGIEM .

 

 

Ele passou a dizer que a maioria das pessoas não entende como os governos funcionam e até mesmo pessoas em altos cargos nos governos, incluindo o nosso, realmente não entende como e onde as decisões são tomadas. 
Ele disse que as pessoas que realmente influenciam as decisões são nomes que para a maior parte de nós seria familiar, mas ele não usaria nomes dos indivíduos ou nomes de qualquer organização específica. Mas que, se o fizesse, a maioria seria de nomes que seriam reconhecidos pela maior parte da sua audiência.
Mencionou ainda que eles não eram, sobretudo, pessoas em cargos públicos, mas pessoas de destaque que foram principalmente conhecidas nas suas ocupações particulares ou posições particulares.

 

PERMISSÃO PARA TER FILHOS :

As pessoas não serão autorizadas a ter filhos só porque elas desejem, ou porque são descuidadas. A maioria das famílias será limitada a dois.
 A algumas pessoas seria permitido apenas um, no entanto as pessoas em circulação podem ser seleccionadas e autorizadas a ter três. Mas a maioria das pessoas seria permitido ter apenas dois bebés. Isso porque a taxa de crescimento zero da população é de 2,1 filhos por família concluída. Portanto, algo como a cada 10 famílias, uma pode ser permitida o privilégio do terceiro bebé. Para mim, até este ponto, de controle populacional "a conotação principal das palavras era a limitação do número de bebés para nascer.

Mas esta observação sobre o que seria “permitido” às pessoas e depois o que se seguiu, deixou bem claro que quando você ouve "controle populacional", significa mais do que simplesmente controlar os nascimentos. Isso significa o emprego de todos os esforços para  o controle da população do mundo inteiro, um significado muito mais amplo a este termo que eu nunca tinha ligado a ele antes de ouvir isso. Conforme você ouve e reflecte sobre algumas das coisas que você ouve, você começará a reconhecer como um aspecto se encaixa com outros aspectos em termos de controlar os esforços humanos.

( Nota : Hoje em dia é fácil limitarem o número de nascimentos. Cada vez é mais difícil os casais terem dinheiro para sustentar bebés, comprar comida, fraldas, pagar depois um infantário, etc. As próprias maternidades têm fechado em algumas terras ).

 

Reparem como isso está em curso, nos dias de hoje :

Eles estão empenhados em reduzir o número da população mundial …

O crescimento não regulado da população acelera as alterações climáticas, danifica os ecossistemas e condena vários países à pobreza, concluíram 42 especialistas, que defendem o controlo da natalidade, numa série de estudos publicados segunda-feira . Actualmente, nascem todas as semanas mais 1,5 mil milhões de seres humanos, o que pode conduzir a um desastre planetário, advertem os peritos.

"É preciso dar mais atenção à necessidade de controlar a natalidade: todas as mulheres deveriam ser protegidas para evitar nascimentos não desejados", afirmaram os investigadores, num editorial colectivo publicado na revista British Royal Society. A menos que se reduza a taxa de natalidade de forma drástica, através dos programas de planeamento familiar, a população mundial pode chegar aos 11 mil milhões de pessoas a meio do século, estimam os especialistas.

Ler o resto AQUI . ou neste LINK 2 . ou no LINK 3..

controle populacional

 

 

 

REDIREcCIONANDO O PROPÓSITO DO SEXO :

Bem, para controle da população, o próximo passo natural, em seguida, foi o sexo. Ele disse que o sexo deve ser separado da reprodução. 
O sexo é muito prazeroso, e os estímulos são fortes demais, para esperar que as pessoas desistam dele. Produtos químicos nos alimentos e no abastecimento de água para reduzir o desejo sexual não são práticos. A estratégia seria, então, não diminuir a actividade sexual, mas aumentar a actividade sexual, mas de tal forma, que as pessoas não vão ter bebés.

 

CONTRACEPÇÃO UNIVERSALMENTE DISPONÍVEL PARA TODOS :

A primeira consideração aqui era a contracepção. Contracepção seria muito fortemente incentivada, e seria ligada intimamente na mente das pessoas com o sexo.
Elas pensariam automaticamente em contracepção quando estivessem pensando ou se preparando para sexo e contracepção seria disponível universalmente. Contraceptivos seriam exibidos muito mais proeminentemente em lojas, drogarias, até com cigarros e chicletes. Este tipo de abertura era uma maneira de sugerir que os contraceptivos são tanto uma parte da vida como quaisquer outros itens vendidos na loja. Contraceptivos seriam anunciados e também distribuídos nas escolas em associação com a educação sexual!

 

DIMINUIÇÃO DA IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA :

As famílias seriam limitadas em tamanho. Nós já aludimos à ausência de permissão para mais de dois filhos. O divórcio seria mais fácil e mais prevalente. 
A maioria das pessoas que se casam vão casar-se mais que uma vez. Mais pessoas não irão casar-se. Pessoas solteiras hospedar-se-ão em hotéis e até mesmo viverão juntas. Isso seria muito comum , ninguém sequer fazer perguntas sobre isso. Seria amplamente aceite como não diferente de pessoas casadas estarem juntas. 

Mais mulheres trabalharão fora de casa. Mais homens serão transferidos para outras cidades e em seus trabalhos, os homens iriam viajar mais. Portanto, seria mais difícil para as famílias ficar juntas. Isso tende a tornar o relacionamento conjugal menos estável e, portanto, tende a tornar as pessoas menos dispostas a ter filhos. 
Menos famílias extensas e mais remotas.  

Viajar seria mais fácil, menos caro, por um tempo, para que as pessoas que tivessem que viajar sentissem que poderiam voltar para as suas famílias, não que eles estavam sendo abruptamente retirados das suas famílias. Mas um dos efeitos líquidos das leis de divórcio, combinados com a promoção de viagens, e as famílias, a transferência de uma cidade para outra, foi a de criar instabilidade nas famílias. 

Se ambos, marido e esposa, estão trabalhando e um parceiro é transferido, o outro não pode ser facilmente transferido. Logo, ele ou ela fica pra trás ou então larga o trabalho e assume os riscos de não encontrar emprego no novo local. De qualquer forma, é uma abordagem diabólica para tudo isso.

 

EUTANÁSIA E A PÍLULA DA MORTE :

Toda a pessoa tem o direito de viver só pelo tempo que for. Os velhos já não são considerados úteis. Eles tornam-se um fardo.
Você deve estar pronto para aceitar a morte. A maioria das pessoas. Um limite de idade arbitrário pode ser estabelecido. Afinal, você tem direito a jantares, tantos orgasmos, e tantos prazeres bons da vida. Depois de ter tido um número suficiente deles e você não for mais produtivo, trabalhando e contribuindo, então você deve estar pronto para pôr-se de lado em prol da próxima geração. 

 

LIMITANDO O ACESSO À MEDICINA :

Um item grande que foi elaborado durante algum tempo foi o custo da assistência médica, que seria onerosamente alto. Assistência médica seria ligada muito de perto com o próprio trabalho, mas também teria um custo muito, muito alto, para que ele simplesmente não ficasse disponível para as pessoas além de um certo tempo. 
A menos que eles tenham uma família extremamente rica, apoiando, eles vão ter que ficar sem cuidado. 

E a ideia era que, se todo mundo disser: "Chega! Que fardo sobre os jovens para tentar manter as pessoas idosas ", em seguida, o jovem iria concordar em  ajudar a mãe e o pai a fazer a passagem, desde que isto fosse feito de forma humana e com dignidade. Em seguida, o exemplo era , não podia ser um bom, festa de despedida, uma verdadeira celebração. Mãe e pai tinham feito um bom trabalho. Em seguida, após a festa acabar, tomam a "pílula da morte”.

 

PLANEAMENTO DE CONTROLE SOBRE A MEDICINA :

O próximo tópico é Medicina. Não haveria mudanças profundas na prática da medicina. Em geral, a medicina seria muito mais bem controlada. A observação que foi feita em 1969 é que, "O Congresso não prosseguirá com o programa nacional de saúde, é agora, mais que evidente. 

Assistência médica estaria intimamente ligada ao trabalho. Se você não trabalha ou não pode trabalhar, você não terá acesso a cuidados médicos. 
Os dias de hospitais  oferecendo atendimento gratuito, gradualmente, iriam cessar, até se tornar praticamente inexistente. 
Os custos seriam forçados a fim de que as pessoas não fossem capazes de dar-se ao luxo de ficar sem plano de saúde. As pessoas pagam por isso, você tem direito a ele. Foi só depois que eu comecei a perceber até que ponto você não estaria pagando por isso. O atendimento médico seria pago por outros.
Portanto, você iria aceitar com gratidão, de joelhos, o que foi oferecido a você como um privilégio.

O seu papel de ser responsável pelo seu próprio cuidado seria diminuído. Como qualquer apartado aqui, isso não é algo que foi desenvolvido naquela época, eu não entendi na hora que era um àparte. A forma como isto funciona, todo mundo faz um plano de saúde, e se você não tem, então você deve pagar directamente; o custo do seu tratamento é enorme. 

A facturação conjunta é fraudulenta. O acesso aos hospitais seria rigidamente controlado e a identificação seria necessária para entrar no edifício. A segurança dentro e em torno dos hospitais seria estabelecida e gradualmente aumentada de forma que ninguém sem identificação possa entrar ou movimentar-se dentro do edifício.

Roubo de equipamentos hospitalares, coisas como máquinas de escrever e microscópios e assim por diante seria "permitido" e exagerado; relatos de que seria exagerado para que esta fosse a desculpa necessária para estabelecer a necessidade de segurança rigorosa até que as pessoas se acostumassem a ela.
  ( Nota: Outro caso poderia ser o rapto de bebés nas maternidades, isso forçaria as pessoas a aceitar novas medidas de vigilância apertada ).

Qualquer um que se desloque num hospital seria obrigado a usar um chip de identificação e dizendo por que ele estava lá, funcionário ou técnico de laboratório ou visitante ou o que quer. Isso é para ser levado adiante gradualmente, deixando todo mundo acostumado com a ideia de se identificar -, até que foi apenas aceito.
Esta necessidade de identificação para se mover iria começar em pequenas formas: hospitais, algumas empresas, mas gradualmente expandir para incluir em todos os lugares! Observou-se que os hospitais podem ser usados para confinar as pessoas e para o tratamento de criminosos. Isso não significa, necessariamente, o tratamento médico.

 

NOVAS DOENÇAS DIFÍCIEIS DE DIAGNOSTICAR E INTRATÁVEIS :

O próximo título a falar é sobre Saúde e Doença. Ele disse que haveria novas doenças que apareceriam que nunca tinham sido vistas antes.
Seria muito difícil de diagnosticar e seriam intratáveis , pelo menos por um longo tempo. Nenhuma elaboração foi feita sobre isso, mas eu lembro, não muito depois de ouvir esta apresentação, quando tive um diagnóstico intrigante, eu estava perguntando: "É este um caso de que ele estava falando?" Alguns anos mais tarde desenvolveu-se a Sida . Eu acho que a Sida ( HIV ) era pelo menos um exemplo do que ele estava falando. Agora penso que provavelmente a Sida é uma doença fabricada.

 

 

SUPRIMINDO A CURA DO CANCRO COMO UM MEIO DE CONTROLE POPULACIONAL :

Cancro. Disse ele. "Nós podemos curar quase qualquer cancro agora mesmo! A informação está num arquivo do Instituto Rockefeller, se ele decidir que deve ser liberada. Mas considere :  se as pessoas pararem de morrer de cancro , como rapidamente nos tornaríamos superpovoados.!
Você pode também morrer de cancro como de outra coisa. "Os esforços para o tratamento do cancro seriam mais orientados para o conforto do que para a cura.

Houve algumas declarações de que a cura do cancro , que estava escondida no Instituto Rockefeller, viria à luz porque os pesquisadores independentes podem fazê-lo, apesar desses esforços para reprimi-los. Mas pelo menos por enquanto, deixar as pessoas morrerem de cancro era uma coisa a fazer, porque iria abrandar o problema da superpopulação.

 

INDUTOR DE ENFARTE DO CORAÇÃO COMO FORMA DE ASSASSINATO :

Outra coisa muito interessante foi os ataques cardíacos. Ele disse: "Há agora uma maneira de simular um ataque cardíaco real. Ele pode ser usado como meio de assassinato. "Apenas um patologista muito hábil que saiba exactamente o que procurar numa autópsia, poderia distinguir esta da coisa da real. 

Nota: Em 1975 a CIA criou uma arma para isso mesmo, link aqui.

 

 

MISTURAR TODAS AS RELIGIÕES :

Outra área de discussão era a religião. Este é um discurso ateu confesso. Ele disse: "A religião não é necessariamente ruim. Muitas pessoas parecem precisar de religião, com os seus mistérios e rituais , para que eles tenham religião. Mas as grandes religiões de hoje têm que ser mudadas porque elas não são compatíveis com as mudanças que virão. As antigas religiões terão de desaparecer, especialmente o cristianismo. 

Uma vez que a Igreja Católica Romana for derrubada, o resto do cristianismo seguirá facilmente. Em seguida, uma nova religião pode ser aceita para uso em todo o mundo. Ela irá incorporar algo de todos as antigas para torná-la mais fácil para as pessoas aceitar, e sentir-se em casa. A maioria das pessoas não vai estar muito preocupada com a religião. Elas vão perceber que elas não precisam disso. "

 

O INCENTIVO AO ABUSO DE DROGAS PARA CRIAR UMA ATMOSFERA SELVAGEM :

O uso de drogas seria aumentado. O uso do álcool seria aumentado. Esforços de aplicação da lei contra as drogas seriam aumentados. Na primeira audiência, parecia uma contradição. Aumentar o abuso de drogas e, simultaneamente, aumentar a aplicação da lei contra o abuso de drogas? Mas a ideia é que, em parte, a maior disponibilidade de drogas seria uma espécie de lei da selva em que os fracos e os impróprios seriam seleccionados para cair fora. 

Não foi uma declaração feita no momento: "Antes a terra estava superpovoada, houve uma lei da selva, onde somente os mais aptos sobreviveram. Você tem que ser capaz de proteger-se contra os elementos e os animais selvagens e doenças, mas se você se encaixar, sobrevive.
Mas agora nós nos tornamos tão civilizados , somos mais civilizados, e os incapazes são habilitados a sobreviver apenas à custa daqueles que são mais aptos 
"O abuso de drogas seria restaurar, em certo sentido, a lei da selva e selecção dos mais aptos para a sobrevivência. 

Notícias sobre os esforços de aplicação de lei contra o abuso de drogas tenderia a manter a droga na consciência pública. E também tende a reduzir essa complacência injustificada americana que o mundo é um lugar seguro e um lugar agradável.

 

ABUSO DE ÁLCOOL :

A mesma coisa aconteceria com o álcool. O abuso de álcool seria tanto promovido quanto rebaixado ao mesmo tempo. O vulneráveis ??e fracos iriam responder às promoções e, portanto, usariam e abusariam do álcool. Dirigir embriagado tornar-se-ia mais um problema, e regras mais rigorosas sobre a condução sob a influência seriam estabelecidas para que mais e mais pessoas perdessem o privilégio de conduzir.

Novamente, muito mais na forma de serviços psicológicos seria disponibilizado para ajudar aqueles que se viciaram em drogas e álcool. A ideia é que, a fim de promover isto , álcool e drogas são usados ?? para filtrar alguns dos inaptos .

 

 

A NECESSIDADE DE MAIS PRISÕES E USANDO HOSPITAIS COMO PRISÕES :

Mais prisões seriam necessárias. Os hospitais poderiam servir como prisões. Alguns hospitais novos seriam construídos, de modo a torná-los adaptáveis ?? para sua utilização como cadeia.

 

 

FALTA DE SEGURANÇA :

Nada é permanente. Ruas serão re-roteadas e renomeadas. Áreas que você não tinha visto em algum tempo tornar-se-iam desconhecidas.
Entre outras coisas, isso contribuiria para as pessoas mais velhas sentirem que era hora de seguir em frente, sentiriam que não podiam sequer acompanhar as mudanças em áreas que antes eram familiares. Iriam permitir que edifícios ficassem vazios e deteriorarem-se, e permitiram que, em certas localidades, as ruas se deteriorassem.
O objectivo disto foi de tornar as cidades, o ambiente deprimido para os inaptos. Em algum lugar conectado com este mesmo assunto, ele mencionou que os edifícios e pontes seriam construídos para que entrassem em colapso depois de um tempo, haveria mais acidentes envolvendo aviões e ferrovias e automóveis. 

 

RESTRIÇÕES DE VIAGENS E IMPLANTE DE IDENTIFICAÇÃO :

Viajar, ao invés de ser fácil para os idosos, seria muito restrito. As pessoas precisarão de permissão para viajar e elas precisariam de um bom motivo para viajar.
Se você não tiver um bom motivo para a sua viagem você não teria permissão para viajar, e todos teriam ID (identificação). 

Isso em primeiro lugar seria um cartão de identificação que você levaria com a sua pessoa e você tem que mostrar quando lhe for perguntado por ele.
Já estava previsto que, mais tarde, algum tipo de dispositivo poderia ser desenvolvido para ser implantado sob a pele, que seria codificado especificamente para identificar o indivíduo. Isso eliminaria a possibilidade de identidade falsa e também eliminaria a possibilidade de as pessoas dizerem: "Bem, eu perdi minha identidade." 

 

A dificuldade sobre esses implantes de pele ID foi indicada na utilização do material que iria permanecer sob a pele sem causar  reacção adversa do organismo, através da qual o corpo iria rejeitá-lo, ou causar infecção, e que teria de ser um material em que as informações poderiam ser gravadas e recuperadas por algum tipo de scanner, enquanto ele não for rejeitado pelo organismo. Silicone foi mencionado. 

 

 

CONTROLE DE ALIMENTOS :

O suprimento de alimentos seria colocado sob apertado controle. Se o crescimento da população não abrandar, a escassez de alimentos pode ser gerada rapidamente e as pessoas perceberem os perigos da superpopulação. Em última análise, se a população diminuir ou não, a oferta de alimentos deve ser colocada sob controle centralizado para que as pessoas tenham o suficiente para ser bem nutridas, mas eles não teriam o suficiente para suportar qualquer fugitivo do novo sistema. 

Por outras palavras, se você tiver um amigo ou parente que não assinar, o cultivo da sua própria comida seria proibido. Isso seria feito sob algum tipo de pretexto.
No início eu mencionei que há dois fins para tudo , um propósito ostensivo e um propósito real, e o propósito ostensivo aqui seria que cultivar os seus próprios vegetais era inseguro, seria espalhar doença ou algo parecido. 

Assim, a ideia seria aceitável para proteger o consumidor, mas a ideia real era o de limitar a oferta de alimentos e o cultivo do seu próprio alimento seria ilegal.
E se você persistir em actividades ilegais, como o cultivo do seu próprio alimento, então você será um criminoso.

Essas revelações foram feitas há mais de 40 anos, mas isto ja está acontecendo nos dias de hoje, reparem :

Projecto de lei da Nova Zelândia quer tirar o direito de pessoas comuns cultivarem o seu próprio alimento .

O direito humano à liberdade de cultivar alimentos está sob ataque na Nova Zelândia (NZ) conforme grupos de interesses especiais e outros estão tentando forçar um projecto de lei de "segurança alimentar" pelo parlamento da nação que tira das pessoas o direito de produzir alimentos, guardar sementes, e até mesmo compartilhar os frutos do seu trabalho com os amigos e familiares. fonte: Natural News .

Ou ainda:

Um projeto de lei nos EUA está sendo analisado, e se for aprovado, excluirá o direito do público para cultivar, possuir, negociar, transportar, compartilhar, alimentar e comer todos os alimentos que a natureza faz.
Segundo o Dr. Shiv Chopra, "isso tornar-se-á a maior autoridade ofensiva contra o cultivo, comércio e consumo de alimentos e produtos agrícolas da sua escolha.
Link Aqui .

 

 

 

 

CONTROLE FINANCEIRO :

Houve discussão sobre dinheiro e sistema bancário. Uma declaração foi: "A inflação é infinita. Você pode colocar um número infinito de zeros após qualquer número e colocar os pontos decimais onde quiser ", como uma indicação de que a inflação é uma ferramenta dos controladores. O dinheiro seria predominantemente de crédito. Já era. 

O dinheiro é principalmente uma coisa de crédito, mas troca de dinheiro não seria com dinheiro ou coisas palpáveis, mas sinais de crédito electrónico.
As pessoas iriam levar o dinheiro apenas em quantidades muito pequenas para coisas como chicletes e doces. Qualquer compra de qualquer quantidade significativa seria feita electronicamente. Lucro seria electronicamente inserido na sua conta. Seria um único sistema bancário. 

 

A capacidade de poupar seria muito reduzida. As pessoas não serão capazes de poupar qualquer grau considerável de riqueza. Houve alguma declaração do reconhecimento de que a riqueza representa poder e riqueza nas mãos de um número elevado de pessoas não é bom para as pessoas responsáveis ??por isso, se você economizar muito, você pode ser tributado. 

 

Quanto mais você poupar, maior será a taxa de imposto nas suas economias e, assim, suas economias realmente nunca poderão chegar muito longe. E também se você começou a mostrar um padrão de poupança muito alto, você pode ter o seu corte de pagamento. Nós diríamos: "Bem, você está poupando em vez de gastar.
Você realmente não precisa de todo esse dinheiro. "

 

Que, basicamente, a ideia é a de impedir as pessoas de acumular qualquer riqueza que possa ter influência de longo alcance perturbador para o sistema.
As pessoas seriam incentivadas a usar o crédito para emprestar e depois também ser encorajadas a renegar a sua dívida, o que destruiria o seu próprio crédito.
A ideia aqui é a de que, novamente, se você é burro demais para lidar com crédito sabiamente, isto dá às autoridades a oportunidade de vir com força em si, uma vez que você jogou fora o seu crédito. 

 

 

Vigilância e controle:

Além de usar um chip, para ser monitorizadas, as pessoas também iriam ser observadas secretamente, através dos seus televisores.

 

Só mais uma coisa se disse, "Você vai estar assistindo televisão e alguém estará observando você, ao mesmo tempo, em uma estação de monitoramento central." Aparelhos de televisão terão um dispositivo para permitir isso. O conjunto de TV não teria que estar ligado para que isto fosse operativo. Além disso, o aparelho de televisão pode ser usado para monitorar o que você está assistindo.
As pessoas podem dizer o que você está assistindo na TV e como você está reagindo ao que você está assistindo. E você não saberia que estava sendo vigiado enquanto estiver assistindo a sua televisão. Como poderíamos levar as pessoas a aceitar estas coisas em suas casas? Bem, as pessoas iriam comprá-los quando eles compram a sua própria televisão. Eles não sabem que estão lá em primeiro lugar.

 

Isto foi descrito para ser o que hoje conhecemos como TV a cabo, para substituir a antena de TV. Quando você compra um aparelho de TV, este monitor seria apenas parte do conjunto e a maioria das pessoas não teria conhecimento suficiente para saber que está lá desde o início. E, em seguida, o cabo seria o meio de levar a mensagem de vigilância para o monitor. Ao tempo em que as pessoas descobrirem que esse monitoramento está acontecendo, elas também serão muito dependentes da televisão para uma série de coisas. Da mesma maneira que as pessoas são dependentes do telefone hoje. 

 

Reparem isso vai acontecer em breve, a «Intel» quer criar um serviço de tv com reconhecimento facial. link da Reuters.

 

 

PROPRIETÁRIO DE CASA, COISA DO PASSADO :

 

A habitação de propriedade privada tornar-se-ia uma coisa do passado. O custo da habitação e o financiamento da habitação seria gradualmente tão alto que a maioria das pessoas não poderia pagar. 

 

As pessoas que já tinham as suas casas seriam autorizadas a mantê-las, mas com o passar dos anos, seria mais difícil para os jovens comprar uma casa.
Os jovens cada vez mais tornar-se-ão inquilinos rendatários, especialmente em apartamentos ou condomínios. Mais e mais casas não vendidas estariam vagas.
As pessoas simplesmente não poderiam comprá-las. 

 

Mas o custo da habitação não viria para baixo. Você imediatamente pensa, assim, a casa vazia, o preço cairia, as pessoas iriam comprá-la. Mas havia alguma declaração no sentido de que o preço seria erguido, apesar de existirem muitos disponíveis, de modo que os lugares de livre mercado não funcionem.
As pessoas não seriam capazes de comprá-los e, gradualmente, mais e mais a população seria forçada em pequenos apartamentos. 

 

Apartamentos pequenos que não acomodam muitas crianças. Então, com o número de verdadeiros proprietários de casas diminuindo, eles se tornariam uma minoria. Não haveria nenhuma simpatia por eles pela maioria que estará morando nos apartamentos e, em seguida, essas casas poderiam ser tomadas pelo aumento dos impostos ou outros regulamentos que seriam prejudiciais para a casa própria e isto seria aceitável para a maioria.
Em última análise, seria atribuído às pessoas onde viveriam e seria comum não-membros da família morarem consigo. 

 

Nota: Em Portugal, devido à crise , muitas famílias perderam as casas e entregaram-nas aos Bancos. Novas regras para crédito à Habitação irão ser criadas...
A possibilidade de as pessoas entregarem as casas ao Banco e a dívida ficar paga em troca da casa... Ou entregar casa ao Banco e ficar arrendatário da casa, etc.

Link

Há famílias a dividirem casas com outras pessoas, cada um fica num quarto. Link .

 

 

 

 

***