1º Maio

Partilhe esta página





Adam weishaupt

  O dia 1º de Maio vinha sendo preparado desde 1776 quando Adam Weishaupt decidiu formar a Ordem dos Illuminati.

Weishaupt era Maçom, foi iniciado nos antigos Mistérios de Elêusis e nos ensinamentos secretos dos Pitagóricos. Obteve conhecimentos secretos para fundar os Illuminati através da seita do Xeque persa Hassan Sabbath, conhecido como o “Velho da Montanha”.

Adam Weishaupt escolheu o dia 1º de Maio para a fundação dos Illuminati, ordenando certos números para que formassem uma cifra poderosa.
O primeiro de Maio sempre fora comemorado pelas sociedades primitivas na Primavera Pagã. Entendia-se, portanto, que a data estava carregada do simbolismo da fertilidade do solo e, por analogia, a fecundidade do pensamento político.

 

Não há dúvida que os ideais de Adam Weishaupt influenciaram a França entre 1789 e Novembro de 1799.
O aparecimento público da Deutsche Einheit (Unidade Alemã) expandiu a propaganda dos Illuminatti entre os círculos de leitores donde nasceu o grito de guerra: “Liberdade, Igualdade, Fraternidade”.

 

Cerca de 90 anos mais tarde, as ideias dos Illuminatti ressurgiam vigorosamente na América. O facto de o 1º de Maio ser mundialmente consagrado aos trabalhadores não foi uma coincidência. O 1º de Maio de 1886 fazia ressonância dos planos de Weishaupt para o renascimento dos ideais de Liberdade.
Aquele movimento nas ruas de Chicago fez lembrar o ano de 1776, a mesma data que aparece no dólar americano, em algarismos romanos sob uma pirâmide, como selo da Novus Ordo Seclorum.

 

A verdade é que , apesar desses ideais parecerem muito giros, na prática é diferente, cada vez os trabalhadores têm menos direitos e liberdades, cada vez mais o trabalho se aproxima da escravatura .

 

 

 

 

 

 

***